PROGRAMAS

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO NA PRÁTICA DA GESTÃO SOCIAL INCLUSIVA PARA ORGANIZAÇÕES DO TERCEIRO SETOR.

A sua instituição ajuda muita gente, mas quem está ajudando a sua instituição?

Um dia você decidiu dedicar seu trabalho a melhoria da sua qualidade de vida e da sociedade. Reuniu pessoas de sua confiança e criou uma instituição com pessoas vocacionadas e com muitas idéias para realizar.

Surgiram as dificuldades e vocês superaram, surgiram outras, e vocês continuam buscando recursos para tornar a Instituição sustentável.

O iges, com o PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO NA PRÁTICA DA GESTÃO SOCIAL INCLUSIVA quer contribuir para a melhoria do desempenho da sua instituição, apoiando e fomentando o investimento no Capital Social e profissionalização do Terceiro Setor.

Este programa foi desenvolvido para atender às necessidades das Instituições do Terceiro Setor.

O Programa oferece:

MINI CURSOS
O objetivo dos MINI-CURSOS é o de atender as Instituições que trabalham no Terceiro Setor proporcionando aos participantes a base conceitual e habilidades práticas na Gestão Social Inclusiva, tendo em vista as orientações estabelecidas pela Lei 9790/99-OSCIP e os novos paradigmas de Desenvolvimento Social Sustentável.

I.1 - Técnicas de elaboração de Projetos Sociais

OBJETIVOS:

  • Capacitar o participante para analisar, planejar e elaborar projetos; Identificar a viabilidade do projeto;
  • Responder a desafios e dilemas éticos na proposição de projetos;
  • Desenvolver uma vivência prática de elaboração do projeto social;
  • Ccriar uma base de dados para captação de recursos.

PROGRAMA:

  • Conceitos Básicos para elaboração de projetos sociais;
  • Identificação do foco da instituição e adequação ao projeto social;
  • Etapas para elaboração do projeto;
  • Análise da viabilidade do projeto;
  • Ensaio de elaboração do projeto - vivência de grupo.

I.2- Captação de Recursos para a Viabilização de Projetos Sociais - da Teoria à prática

OBJETIVOS:

  • Capacitar o profissional para Identificar os princípios
  • Fundamentais para a elaboração de um programa de captação de recursos;
  • Identificar a importância do planejamento estratégico no processo de captação de recursos;
  • Contribuir com idéias e técnicas na visão geral da captação de recursos.

PROGRAMA:

  • Definição de sustentabilidade e captação de recursos;
  • Identificação dos recursos da Instituição e possíveis parceiros na captação;
  • Adequação do Projeto Social ao Projeto de Captação;
  • Elaborar o “Passo a Passo” para um bom planejamento da captação de recursos na instituição;
  • A importância do Banco de Dados na formação Cadeia Solidária;
  • Articulação e Ética na Captação de recursos.

I.3 - Plano de Negócios para o Terceiro Setor

OBJETIVOS:

  • Proporcionar aos participantes elementos para a identificação da realidade de cada área social e suas necessidades;
  • Contribuir para o bom desempenho da organização através de um plano estruturado e focado na realidade da cada instituição;
  • Sensibilizar os participantes pra o reconhecimento do plano de negócios como ferramenta importante na promoção dos serviços das Instituições para investidores e financiadores potenciais.

PROGRAMA:

  • Contornos históricos e Definição do Plano de Negócios;
  • Identificação dos diferentes Planos de Negócios;
  • A importância do Planejamento para elaboração do Plano;
  • Adequação do Plano de Negócios ao campo de atuação social da Instituição;
  • Performance de grupo;
  • Plano de Negócios como Ferramenta na superação de problemas;
  • A negociação da Proposta.

I.4 – Técnicas Teatrais para não atores na Capacitação da Gestão Social Inclusiva

OBJETIVOS:

O objetivo do Teatro Treinamento é o de desenvolver o conceito de Relação que está na base da produção do Capital Social. Tendo a emoção como princípio básico da ação, os grupos irão vivenciar na prática o drama da cooperação e da competição, extraindo daí uma nova visão das Relações Sociais.

O Teatro da Desconstrução dos estereótipos de Grotovsky e o Teatro Social de Augusto Boal serão as bases técnicas e conceituais utilizadas neste trabalho.

Estereótipos e os preconceitos, carregados de emoções contidas, estão registrados em nossa partitura corporal e na nossa forma de ver o mundo.

Algumas Atividades:

  • Meu corpo no tempo e no espaço;
  • Identidade pessoal e social;
  • O legítimo outro de mim;
  • Performance individual;
  • Performance de grupo;
  • Inclusão e exclusão;
  • Criação coletiva.
 
 
.

Av. Leitão da Silva 1494, 2º Andar – Santa Lúcia – Vitória – ES – CEP: 29056-186 – Tel: (27) 3345-5352 

   © Copyright - IGES - Instituto de Gestão Social do Terceiro Setor - CNPJ: 04.903.674/0001-57 - Todos os Direitos Reservados